12 de dez de 2011

ILHA DAS FLORES (1989)




Artigo XXIII da declaração universal dos Direitos Humanos
       " 1.Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.    
        2. Toda pessoa, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho.    
        3. Toda pessoa que trabalhe tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social.    
        4. Toda pessoa tem direito a organizar sindicatos e neles ingressar para proteção de seus interesses"

                Este documentário com direção e roteiro de Jorge Furtado é simplesmente uma obra de arte. Se simples nas imagens, este trabalho se torna muito forte por conta do seu roteiro maravilhosamente bem desenvolvido, que nos faz pensar em diversas interações que o homem passa no seu dia a dia, abordando justamente suas características físicas e sociais. Este é um trabalho que consegue interligar e reforçar os laços entre história, realidade, valores e sociedade. A história contada de que alguém faz aquisição de algum tipo de comida, o descarta, e este vai parar na mesa de muitas pessoas desfavorecidas, parece mais um pouco da nossa realidade cotidiana, mas na realidade não é, isso porque Jorge Furtado vai alem, e nos coloca no centro do problema, como interagimos com esta realidade que achamos que está tão longe de nós, mas que faz parte dos nossos ritos habituais.

                Primeiramente é de extrema importância colocar as principais características do homem que são mostrada nos filme e que são fundamentais para nos diferenciar dos outros mamíferos, que é a existência de um telencéfalo altamente desenvolvido e polegar opositor, que nos da a possibilidade de precisão na execução dos trabalhos. São essas mesmas peculiaridades que o homem possui que é colocado como importantíssimo para o desenvolvimento do mundo que conhecemos hoje. Contudo, ele também usa de imagens da bomba atômica para mostrar que o homem usa desta maravilhosa aptidão para criar armas de destruição em massa. outro ponto é o uso de imagens chocantes de judeus que foram mortos na segunda guerra mundial, para mostrar que o homem não faz discernimento de suas características para reconhecer, respeitar e amar o próximo, apesar de possuir um telencéfalo desenvolvido.

                outro assunto interessante destacado no filme, é o uso do dinheiro para adquirir produtos, uma vez que antigamente a economia se baseava no método do escambo. Com a invenção do dinheiro, agora os homens podem trabalhar e acumular este papel tão importante na nossa sociedade, capaz de definir seu função e posição dentro do grupo. Com a possibilidade de serem donos de propriedades, o homem pode estabelecer critérios para a relação de trabalho entre o patrão e o empregado. A propriedade, assim como o dinheiro, atribui mais poder a alguns grupos de homens. Com isso o homem pode colocar grades em todo o perímetro da propriedade, evitando que os animais saiam e outros seres humanos não convidados entrem. A comida que é jogada no aterro sanitário chamado Ilha das Flores, passa por uma seleção com o intuito de escolher qual o melhor alimento que ainda é possível de se aproveitar para alimentar os porcos. por incrível que pareça o que sobre é "doado" a outros seres humanos para que estes, impossibilitados de comprarem seus próprios alimentos com qualidade, são obrigados a se humilharem, consumindo comidas que vem do lixo e que foram descartadas na seleção para alimentar bichos que não possuem características como a nossa.. 

                São muitas as ideias apresentadas neste documentário, e que tomariam ainda muitas linhas de um texto cheio de assuntos interessantes, instigantes e ao mesmo tempo desoladores. O que os colocariam em quase ultimo lugar da cadeia alimentar - acredito que as bactérias e os vírus sejam os últimos - é o fato de não terem dinheiro e nem um dono. Dotado de liberdade, palavra esta que com certeza é uma incógnita que deve ser pensada e estudada, não significa nada aqui. Dotadas de liberdade e detentora de um telencéfalo altamente desenvolvido que lhes atribui a possibilidade de fazer escolhas, aqui são menos que porcos, deixados a míngua, como homens inferiores. São vários os assuntos levantados no documentário, mas nenhum deles é mais forte do que o conceito de liberdade. Se liberdade é uma palavra inteligível para todos e inexplicável, qual é conceito de liberdade para a sociedade que vivemos hoje? Qual é este sonhos que buscamos com tanta veemência que possui diferentes escalas, possibilidades, níveis e lugares?

Título Original: Ilha das Flores
Título no Brasil: Ilha da Flores
Ano de Lançamento: 1989
Direção: Jorge Furtado

Assinta ao documentário no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=FIRLNeNzMAk

2 comentários:

  1. Já perdi as contas de quantas vezes assisti esse documentário.

    Cada vez que vejo algo novo me vem à cabeça! Realidade... várias faces de uma mesma moeda! :/

    bjks JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  2. Assisti quando era jovem e me chamou muita atenção. Fique semanas refletindo no conteúdo forte do filme que para mim naquela época tão 'adolescente'teve uma dimensão grandiosa. Acho que conhecimento é isso, não é só usar as mídias para entreterimento, embora isso não seja tb importante, mas as informações quando miditizadas deixam um impacto mais profundo do que às vezes imaginamos.
    Ótimo post!

    Parabéns!

    Bjos
    Juliana
    sonhosepossibilidades.blogspot.com

    ResponderExcluir