26 de jul de 2012

BOWLING FOR COLUMBINE - TIROS EM COLUMBINE (2002)





                Um atentado como o que ocorreu no colégio Columbine deixou a nação americana em estado de choque. Embora esse não seja um caso isolado, este levantou a questão de o porque que alguns alunos seriam capazes de atirar contra seus colegas de escola e professores. Alem disso, há a facilidade com que as armas são vendidas nos EUA e como o seu povo encara isso. Outro fato importante que deve ser notado é a proximidade com a guerra de Kosovo. Tudo dentro de mais um documentário bem feito pelo excelentíssimo documentarista Michael Moore.


                O acontecido de Littleton no Colorado, deixou 12 estudantes mortos e 1 professor. Este caso abalou uma cidade aparentemente calma, mas que tem armas muito presentes na vida de seus cidadãos, assim como em todo os EUA. por lá é possível comprar uma arma tranquilamente. As munições podem ser adquiridas em lugares mais incomuns que se possa imaginar, desde supermercados até barbearias. Mas o mais intrigante são os motivos misteriosos que levaram os alunos a cometerem esta carnificina contra o colégio que ainda frequentavam.



                A facilidade para aquisição de armas é tão simples que mesmo países como o Brasil, passam a frente dos EUA quando o quesito é dificultar - dificultar porque lá não há proibição. Para se comprar uma arma você tem que ter uma quantidade não muito alta de dinheiro porque não custa caro. Segundo que você deve preencher um questionário respondendo a questões como "você tem problemas mentais?" ou "você está envolvido em algum crime?". Essa são processos muito recatados para quem espera poder evitar a venda de armas para pessoas mal intencionadas ou pessoas sem preparo técnico ou emocional para manusea-las.


                Mesmo com o nome Tiros em Columbine, Moore não se limita ao caso e levanta a questões sobre o que deixou a população americana tão violenta. Seria a exposição de tanta violência nos filmes? Seriam os jogos de video game tão violentos? Ou os gostos por cantores exóticos como Marilyn Manson? O fato é que se os jogos influenciassem a violência os Japoneses também seriam; Os filmes americanos estão disponíveis para todo o mundo e, se esse fosse o caso, causaria uma guerra mundial; E cantores góticos não fazem dos alemãs assassinos em série por conta do seu gosto. Acusar Marilyn Manson de influenciador é fácil para personificar um alvo e encontrar uma causa rápida para o caso que demanda estudo, que gera interesse no governo por não envolver cifras.



                Um dos pronunciamentos mostrados no filme, o presidente da época, Bill Clinton, falando sobre a guerra do Kosovo enquanto imagens do local são mostradas e os alvos atacados: Hospitais e escolas primarias. Quantas guerras que prejudicaram milhões de civis os EUA ajudou a matar, fazendo guerra por interesses próprios ou por suas armas? Mas somente o caso Columbine foi algo que fez o presidente chorar. Como seria para uma população ver seu Estado atacando outros indefesos diante do poder bélico americano? Seriam os motivos cabíveis, sólidos, legais para mostrar ao mundo que a decisão foi a mais correta? Cabe aos outros governantes ou a você dizer o que pensa sobre isso.



                Nenhuma morte é justificada quando é desferida sobre pessoas que nada tem a ver com o caso ou pessoas que não podem se defender. E dizer que um caso merece nosso pesar e outros não, é tão desumano quanto os atiradores de Columbine. Esse fato me chocou tanto quanto o caso Carioca. Não fazer distinção entre raça ou nação é algo humano. Separar por esses ou outros motivos, revelam sentimentos que não partem de alguém ou nação que respeita a vida, e sim o comodismo, o egoísmo e o sentimento de poder absoluto. Quais as causas que levam um ser humano a amansar sua raiva agredindo outro ser é uma incógnita. Mas uma questão deve ser levantada: Estaria os EUA criando uma população com valores mecânicos que só podem ser entendidos com bases capitalistas? Só eles podem nos explicar.

 

Título Original: Bowling For Columbine

Título no Brasil: Tiros em Columbine

País de Origem: EUA

Ano de lançamento: 2002

Direção: Michael Moore

Um comentário:

  1. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog sobre cinema e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir