28 de jan de 2012

SUT - LEITE (2008)


Marcel Moreno

                        Este é mais um excerto da vida de Yusuf, contada em três partes na trilogia Ovo-Leite-Mel e dirigida com muito talento pelo diretor Semih Kaplanoglu. A vida deste personagem, que não é a continuação da "primeira" parte intitulada OVO (2007), pois o diretor optou por contar a vida de Yusuf do fim para começo, o que não configura ser uma história póstuma. Neste ínterim vamos conhecer um pouco da adolescência de Yusuf e sua relação com sua mãe, parte desconhecida em Yumurta, e também sua relação com o trabalho, sua jornada para se tornar um poeta e seus relacionamentos amorosos. Vamos trilhar com eles suas experiências que ajudaram para que ele se tornasse o que vemos no filme “Yumurta”.

           





                     Ele era um jovem que pouco conseguia se adaptar ao mundo que presenciava e ao mesmo tempo em que está se descobrindo. Yusuf é um jovem sonhador que busca ser um grande poeta, partindo das suas leituras e o seu olhar para o ambiente, situação criticada pela mãe. Seu relacionamento com ela não é ruim, o que também não representa um relacionamento de ouro, visto que ela nunca o entende, quer que ele se dedique a arrumar um emprego e critica o fato de ele estar sempre lendo. Sua vida começa a se modificar, e a introduzi-lo no mundo adulto, quando ele se depara com a possibilidade de um relacionamento de sua mãe, e assim perde mais um pouco de sua inocência e finamente corta seu cordão umbilical, expelindo um pouco do seu leite materno. Seus relacionamentos se resumem a um amigo e uma menina que mais parece ter uma admiração por sua inteligência do que por atração sexual, o que coloca em duvida suas opções.



            Uma mordida, um caminhar, um pássaro, um agir natural compõem os sons do filme. Os olhares das pessoas, a cidade, a floresta, um conversa, compõem toda a magnânima fotografia, que como um quadro de 8 X 18, fica exposto ao nossos olhares. Muito pouco é o uso do close nos rostos dos personagens, limitando-se a detalhar belas expressões, que são bocas, olhares e sobrancelhas franzidas num falar sem palavras, dando-nos a possibilidade de admirar as belíssimas atuações e expressões faciais. Assim forma-se a adolescência de Yusuf, uma juventude repleta de auto descobrimento, num desenvolver-se para dentro.


Título Original: Sut
Título no Brasil: Leite
país de origem: Turquia
Ano de Lançamento: 2008
Direção: Semih Kaplanoglu


2 comentários:

  1. Olá Marcel
    Tinha lhe prometido de procurar "Yumurta", vou fazê-lo, tentarei fazer o download da trilogia para depois comentar aqui o que achei. Parabéns pela resenha, sempre gosto de ver críticas de filmes mais obscuros, que provavelmente eu não conheceria de outra forma...

    ResponderExcluir
  2. Nossa... a forma como parece fluir a sensibilidade é tão encantadora quanto o nome da trilogia... Coisa de poeta!

    ;D

    ResponderExcluir