1 de set de 2012

CORAÇÕES SUJOS (2011)



Marcel Moreno


                    Uma guerra é capaz de destruir quasetudo, menos duas coisas: o orgulho nacionalista e a esperança. Foi com esse pensamento que muitos japoneses migraram para o Brasil fugindo da guerra e de um futuro incerto e perverso. O conflito de cultura e a impossibilidade de comunicação oral desencadeou uma revolta no povo japonês no interior de São Paulo e culminou em um massacre de muitos orientais que não compartilhavam dos mesmo paradigmas. Tudo isso em meio a um sistema prisional defasado e arcaico para por ordem naquela cidade.


                Com a chegada de muitos japoneses nas cidades do interior de São Paulo, surgem alguns conflitos por conta das diferenças culturais, valores, métodos judiciais e comunicação. Encarados como inimigos, já que eram oriundos de um país que fazia parte das Potências do Eixo, e desta forma automaticamente inimigo dos Brasileiros que fazia parte das potências aliadas. Mesmo com um governo ditatorial e com tendências fascistas, o que o colocaria do lado do grupo do Eixo, o Brasil seguiu a linha dos Estados Unidos, tornando-se aliado aos países que eram contra o Regime de Adolf Hitler.


                O fotografo Takahashi, que é casado com a professora Miyuki, se torna um assassino cego pelo nacionalismo e a fé em certas crenças, como na da imortalidade e invencibilidade do imperador, e ao mesmo tempo conflitante com seus valores humanos. Com estes preceitos, angariado por um velho veterano do exército do imperador, Takahashi segue o caminho de combate aos Corações Sujos, afastando de si seu grande amor Miyuki. Entre todos esses conflitos, ainda podemos visualizar o pensamento de imigrantes mais conservadores, os que estão tentando se adaptar ao no país e os novos Brasileiros que seguiram suas vidas como brasileiros natos.

                A grande tacada do filme é sem dúvida nos mostrar um lado da história que ninguém conhece, obstante a aquelas mostradas quase que em todos os lugares, colocando tudo em uma imigração para fugir da guerra. As encenações dos japoneses natos enriquece ainda mais o filme com seus invejáveis talentos de interpretação. O filme ainda possui um roteiro rico, construído para nos mostra o quão forte são os valores nacionalistas dos japoneses, orgulho este que perdura até hoje.


                Quando os japoneses chegaram aqui, encontraram um lugar hostil para viverem, enfrentaram dificuldades de comunicação e adaptação. Encontraram um país com regime ditatorial varguista e problemas de opressão por parte da segurança local, uma vez que não tinham noção de respeito. É neste seio que nasce o ódio pelo próximo, quando os valores conservadores e ilusórios que prevalecem na mente humana, e o desrespeito passa a ser recíproco. Várias bandeiras foram levantadas na guerra, mas devemos lembrar que a bandeira da guerra sempre é levantada pelos seus governos contra outro governo, e nunca de povo para povo.

Título Original: Corações Sujos

Título no Brasil: Corações Sujos

País de Origem: Brasil

Ano de lançamento: 2011

Direção: Vicente Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário